10 de Abril de 2017

segunda-feira, abril 10, 2017

Filipenses 1

Enquanto eu estou "aqui" de que maneira tenho vindo para testemunhar a respeito desse Amor?
Será que tenho aprendido a amar como se deve ou será que tenho demonstrado um sentimentalismo barato com as outras pessoas?
Como me fortaleço nesse amor a ponto de ser tão cheia e transbordar e suportar os sofrimentos com alegria?
Tenho eu me alegrado no sofrimento sabendo que o sofrer também é um dom de Deus, assim como a confiança de que Ele continuará a obra em mim?

Não quero reter nada dessa vida, nenhum sonho, nenhum plano, nenhuma vontade

Me esvazio do que eu sou a ponto de não sobrar nada
Como um fogo consumidor em meu peito quero que queimes meu ego e minha vaidade

Que meu nome vire cinza para que você dê testemunho de Ti mesmo através de mim
Quero que me quebre, me desfaça e me gere novamente do teu íntimo 
Me molde com tuas mãos à maneira que te agrade.

Grito, choro e sofro, mas me alegro porque confio em tua obra e na manifestação do teu amor paternal: quando me corriges, me ensinas.
E sei que se alegrarás de mim quando ver o fruto do teu penoso trabalho, pois essa é a tua Palavra
Eis-me aqui.

Pode ser que você também goste:

0 comentários