Perseverando

quinta-feira, novembro 17, 2016

Ó Senhor eu tenho sede.
Sede do amor que preenche cada pequena fresta desse meu ser doente.
Eu preciso e anseio desesperadamente beber da água refrescante que sai direto do trono de um Rei que, educadamente, pede para derramá-la em meu coração
Refrigera a minh'alma. Mostra-me o que vê em mim, porque as vezes a certeza vira um mar de dúvidas e eu me vejo sufocada outra vez
Eu só quero beber dessa água que não deixa dúvida alguma em mim
Me deixa ouvir o som da tua misericórdia, cante para mim como uma doce canção de ninar porque eu sei que ela descerá como chuva da sua boca e encharcará meu coração sedento
Faça-o transbordante de alegria, guia-o com os acordes da sua paz
Inunda-me, transborda-me, sacia-me.
{Baseado em Isaías 55}
- Natalie Sanches

Pode ser que você também goste:

0 comentários