Como comprei meu apê

sexta-feira, agosto 12, 2016

A história de como comprei meu apartamento é um tanto quanto cômica, na verdade se não fosse uma ordem/bronca/comida de rabo expressa da minha mãe, eu certamente, até hoje estaria "homeless".  Então obrigada mãe pelo pontapé inicial rumo à minha independência!


Eu sei o que você está pensando, mas não. Eu não sou velha o suficiente para ser expulsa da minha própria casa, para quem não sabe nada de mim, eis um breve resumo:
Conquistei um novo emprego em outra cidade, como tinha parentes morando aqui, eles tiveram a feliz ou infeliz (para eles) ideia de me abrigar por um determinado tempo até eu me organizar financeiramente. Eu ganhava relativamente bem para uma garota de 21 anos, mas a minha cabecinha... era do tamanho de um grão de mostarda porque só pensava em viver a vida: festas, baladas, roupas e sapatos - esses eram os destinos certos para o meu salário.
Num lindo dia, numa visita da minha mãe, ela me deu um chacoalhão e, basicamente, mandou eu crescer - ela mesmo, já havia procurado empreendimentos na planta aqui na região para eu investir, pesquisou a origem da construtora, ou seja, ela fez todo o dever de casa no meu lugar e então eu, basicamente, só tive que assinar milhões de contratos e apresentar os documentos. E foi assim que eu comprei meu primeiro apê.
Okay, parece que sou uma garota bem fútil, na verdade, eu era. Hoje, sou mais madura, graças a Deus.
Quando fui assinar a papelada, o corretor já me passou os valores dos apartamentos nos andares mais altos porque já no havia apartamentos nos primeiros andares - acho que vocês devem saber que quanto mais alto, mais $caro$ é.
Porém, como Deus é bom, no momento que estava prestes a assinar, de repente, apareceu um apartamento no 1o andar, o que significou em torno de 15mil a menos na conta final dessa humilde garota solteira. Agarrei a caneta e assinei na hora! Até parece que deixaria passar essa oportunidade que caiu do céu no meu colo... Desde então, se passaram 4 anos e eu estou aqui aguardando minha humilde residência.

Vantagens de comprar um apartamento na planta:

  • Tempo maior para pagar o valor de entrada do imóvel, que varia entre 20 e 30%. Este valor você paga enquanto a obra está sendo realizada;
  • Hoje em dia um apartamento na planta costuma ter área de lazer de até 60% do tamanho do imóvel enquanto um usado muitas vezes nem tem e quando tem são geralmente de 20 a 30%;
  • Imóveis novos precisam de menos reparos, portanto o condomínio pode ser menor que os usados;
  • A melhor parte: receber um imóvel cheirando a novo e decorá-lo da maneira que desejar.


Desvantagens do apartamento na planta:

  • Demora para se mudar (e o prazo pode ficar maior caso a obra atrase);
  • O imóvel pode sofrer variações no tamanho dos cômodos, mesmo que pequenas, podem fazer uma enorme diferença já que a metragem dos apartamentos está cada vez menor;
  • Podem entregar o apartamento com algumas vigas para passar o encanamento do prédio que não eram previstas no modelo decorado
  • Risco de pagar e não receber o imóvel;
  • Na maioria dos casos, você terá que desembolsar uma grana para o acabamento, pois não vem piso na sala, living e quartos, e os revestimentos, louças e pias que eles colocam na cozinha, banheiros e varandas são os mais básicos possíveis;
  • Por ser um empreendimento novo, vai haver o famoso rateio para contratar funcionários e comprar itens para as áreas comuns do condomínio



Segue a planta dos meus 57m² 

Para montar as vantagens e desvantagens de um apartamento na planta desse post tive a ajuda do blog Comprando meu Apê.

Pode ser que você também goste:

0 comentários