Os 25 e seus 10 ensinamentos

segunda-feira, julho 11, 2016

Oh God, eu sei que estou devendo muito, muito mesmo, pra vocês.
E a verdade é que sim, eu ando muito preguiçosa até pra respirar, mas a boa notícia é que Deus tem voltado a me dar inspiração/algumas experiências que não posso deixar de compartilhar, ou seja, sentindo vontade ou não, vou voltar a escrever aos poucos...

Passei por uma fase meio tenebrosa por uns tempos aqui, não sei se cheguei a contar para vocês, mas estava muito triste porque aconteceram tantas coisas nesse começo de ano com meus amigos e eu fiquei completamente frustrada.
A boa notícia é que fiz 25 anos semana passada, o que me apavorou completamente. Qual é o meu plano? Nenhum. É...apenas continuar.


Esse ano eu falei para Deus que não queria fazer nenhum plano e que iria confiar plenamente Nele. Alguns vão falar "nossa, que menina benção - essa confia mesmo no Senhor", mas não foi bem com essa intenção que eu fiz isso... Eu sou extremamente controladora e organizada, e costumo ter a minha vida toda planejada. Riscar a minha vida do meu planejamento foi um ato extremamente corajoso da minha parte, porque eu sabia que me traria dor e isso me deu muito medo.
No decorrer do ano, passei por altos e baixos, decidi não embarcar num relacionamento, estou passando por dificuldades e desafios assustadores na minha vida profissional, minha vida emocional anda completamente desestabilizada, minha vida espiritual deu uma baqueada por conta do meu emocional, tive pensamentos de me desviar só pra deixar de ser pressionada e cobrada, assumi novos compromissos ministeriais porque Deus "me obrigou", meu apartamento está 1 ano e meio atrasado,  entre tantas mil outras coisas está a pressão de ver meus amigos tomando forma e encaminhando suas vidas para algo já concreto e eu aqui só vendo a pontinha do iceberg. Foi uma loucura e só foram 6 meses.
O que me consola é saber que nesse meu desespero em ver tudo fora do controle, Deus também está me tratando e de tempos em tempos Ele sussurra algo em meu ouvido que me dá forças para continuar e vai revelando seus planos de pouquinho em pouquinho, com muito cuidado e com aquela doçura e amor que só um Pai pode expressar por um filho amado. No meio do sofrimento, consegui ter experiências tão amáveis com Ele, nunca tinha vivido algo assim.

Separei as 10 coisas mais importantes que aprendi nesses 6 meses até agora:

1. Preciso buscar forças Nele mesmo quando eu não quero
     Preciso aprender a buscar sem cessar. As vezes acontecem coisas que eu não gostaria que tivessem acontecido e eu decido tirar férias de Deus, como se isso fosse possível...
2. Desafios e notícias ruins virão para nos tornar mais dependentes Dele
     Ainda que eu não tenha nada para me alegrar, ainda assim, preciso arranjar forças para adorá-lo.
3. Depender é confiar
     Apenas.
4. Desapego é necessário
     Ainda mais se tratando de ovelhas. Nem sempre vamos poder salvar o mundo, felizmente as pessoas tem o livre arbítrio e por mais que tentemos ou queiramos que elas mudem de ideia, muitas vezes, isso simplesmente não acontece. Dar o seu melhor e saber que fez tudo o possível é bom, mas saber a hora certa de parar faz parte da vida para evitar o desgaste emocional e físico.
5. Grosseria VS Mansidão
     Estou aprendendo a segurar o bico quando minha vontade é querer bater em alguém com minhas palavras. Certas coisas continuam me irritando de uma maneira que fica difícil me controlar, acho que vou ter que continuar tentando lidar com elas da melhor maneira possível.
6. Não preciso de tudo
     Controle financeiro "tá tendo" e espero que continue.
7. Conhecer meus limites é importante
     Otherwise, vou me afogar em mim mesma. Abraçar o mundo não é a melhor saída, mesmo que eu saiba o quão bem posso realizar determinadas coisas.
8. Amigos verdadeiros vem e vão
     Sim, eles vêm e vão por mais que eu deseje que eles fiquem - Assim que o propósito é cumprido, chega a hora que a partida ou afastamento é necessário. Eu que sempre fui nômade e solitária acabo sempre com a mesma pessoa: eu e Ele.
9. É 'ok' mudar de ideia
     É ok ficar confusa, estar errada, mudar de ideia e acertar, mas mais legal é se dar ao luxo de tentar.
10. O verdadeiro amor lança fora o medo
     Incertezas e fraquezas trazem medo do futuro. Mas se o verdadeiro amor lançar fora todo o medo, então não haverão situações, pessoas ou qualquer outra coisa que desvie nosso olhar da missão que nos foi dada.

Pode ser que você também goste:

2 comentários

  1. Posso te apertar? e eu achando que só eu não tinha feito planos, coisas dos 25 anos só pode! rsrsrs Amo cada coisa que escreve, me faz perceber que sou humana, e que tem outros serumaninhos por ai que estão aprendendo como eu!
    obrigada flor!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi linda! É verdade! Somos todos serumaninhos desesperados e cheios de medo do futuro! Mas vamos continuar vivendo e aprendendo, caindo e se levantando! O importante é só não perder o foco, não é mesmo?! Beijo grande!

      Excluir