Colocando tudo a perder

sexta-feira, julho 15, 2016

Até hoje me lembro do sentimento que eu carregava quando eu O ouvi me chamando pela primeira vez. E eu respondi Sim. Foi a minha entrega ao Amor que me fez ser transformada e viver a intensidade de uma vida plena de alegria verdadeira, que me deu um novo fôlego de vida.

E apesar de Ele ter escrito essa história de amor perfeita, muitas vezes meu "sim" parece inconstante. Passamos por diversas situações na nossa vida que nos fazem perder o foco e somos fracos. Não sou uma super heroína, o fato de ser portadora da Mensagem, ocupar cargos de liderança na igreja, discipular pessoas não me torna imune ao mundo ou as minhas fraquezas e basta um segundo, um deslize e toda intensidade de Amor e alegria verdadeira se tornam um mar de tristeza e vergonha por ter traído o compromisso com nosso Noivo.


Tenho aprendido que por mais difícil que seja, dizer não para mim mesma é mais fácil do que conviver com o sentimento de que não mereço o amor Dele por ter pecado ou caído.
Ontem fui a um happy hour e acabamos estendendo o rolê um pouco mais em um pub aqui da cidade. Não vou mentir, eu bebi 2 copos de chopp Heineken e umas "bicadinhas" em umas bebidas aleatórias que rodavam na mão do pessoal. Não fiz nada mais que isso, mas senti o álcool alterando meus sentidos e toda aquela euforia da minha vida antiga começou a voltar e, ao mesmo tempo que isso acontecia, eu ouvia meu espírito desesperado por estar ali, não era A Felicidade que eu conhecia e que eu queria. Aquela carência social e emocional tomava conta da atmosfera, já conhecia esse jogo - e isso tornou tudo muito mais depressivo, apesar das risadas que eu soltava. E quando deu o horário, fomos embora, cada um para sua casa. Cheguei em casa, só quis tomar um banho, respirar fundo e dormir. Na manhã seguinte, apenas o sentimento de desapontamento: Desapontei meu Amado. Qual era a mensagem que levei ali naquele lugar? Eu não tenho a palavra "cristã" estampada na testa, e mesmo se tivesse qual era meu testemunho? Como eles reconheceriam a face Dele se eu estava me misturando COM ELES? "Que bonito, né Natalie?"- disse para mim mesma. E depois... Lágrimas. Apenas.

E lá veio Ele com seu amor sobrenatural me abraçar. A grande diferença entre o nosso compromisso e o de Deus é que o Dele é realmente infalível. O que é incrível a respeito de Deus é que o "sim" que ele deu para nós não depende de nós mesmos. Ele não está surpreso com nossas fraquezas ou falhas, Ele já sabia disso desde o início, quando nos comprou com seu sangue.

“Ele se lembra para sempre da sua aliança, por mil gerações, da palavra que ordenou…” 
– Salmos 105:8

Deus não concorda com o pecado, e não há como servirmos a Deus e as nossas próprias vontades. Se amor por nós pode e vai nos perdoar quando nos arrependemos, mas seu amor por nós também é ciumento e não quer que nós desviemos nosso olhar do Dele por nem um segundo. 
Ele está sondando nossos corações e não há tempo a perder. A plenitude de vida nos chama. Quando caímos, nos levantamos, olhamos nos olhos Dele e seguimos em frente.
Vamos perseguí-Lo com nossos corações quebrantados e dispostos a sermos tratados naquilo que mais nos torna fracos para que Ele possa nos fazer mais fortes. Segundo, servindo, amando como nenhum outro e que embora não tenho algo escrito na testa, as pessoas olhem para mim e O vejam, assim como eu O vejo.

Pode ser que você também goste:

0 comentários