OMG! ESTOU OFFLINE!

domingo, janeiro 25, 2015

A tecnologia nos afeta de forma drástica, quanto mais anos vivemos, mais nos depararamos com as diversas facetas desse bem e de tudo que ela pode nos proporcionar.
Particularmente, eu não vivo sem, principalmente porque trabalho em uma empresa de serviços nessa área, mas isso não justifica o meu uso desenfreado e sem limites do meu smartphone ou do notebook. Aliás, hoje em dia, é muito difícil encontrar alguém que não seja viciada e quando encontro, admito que olho para eles como se fossem 'aliens', mas não é disso que eu quero falar.

Após ter passado uma noite incrível e abençoada ao lado das meninas da minha igreja em outra cidade, retornei à SP (para a casa dos meus pais), estava tudo indo bem: ganhei uma carona da minha tia, até em casa, quando cheguei em casa comecei a procurar meu celular e não achando-o comecei a entrar em choque. Liguei para minha tia para saber se o bendito estava no carro dela, mas sem sucesso... Resumo da história: Perdi meu celular e ele foi achado por algum ladrãozinho.
Meu primeiro sentimento foi de tristeza, comecei a chorar feito uma idiota, e logo depois senti raiva por viver num país desse (na realidade tentei colocar a culpa em outra pessoa que não fosse eu mesma). Eu estava cansada, porque tive uma noite longa e deixei que isso influenciasse na situação e na forma como eu reagi à ela. Dada a situação eu percebi que eu estava desesperada porque não conseguia me imaginar sem o celular, infelizmente, eu tenho que admitir: SOU VICIADA EM TECNOLOGIA, e não somente isso, mas SOU VICIADA EM ESTAR CONECTADA.



Eu acredito que a tecnologia seja uma benção, ela garante que nós tenhamos acesso à qualquer tipo de conhecimento ou curiosidade; nos aproximamos de amigos que estão em outros países; nos conectamos com outras culturas, outras línguas, podemos viajar sem ao menos sair do lugar (embora não traga tanta satisfação quanto uma viagem de verdade) e etc. E isso tudo é muito bom! Porém, a tecnologia traz dependência, especialmente quando se trata de redes sociais e eu sou vítima de todas elas.
Quando ouvia um "ping" ou via a LED do meu aparelho piscando eu me sentia agoniada, ansiosa para saber o que era, quem tinha curtido/comentado o quê, quem estava entrando em contato comigo. Pesquisadores descobriram que, em vez de manterem as pessoas mais conectadas, os smartphones apenas aumentam a ansiedade dos usuários, já que eles se sentem obrigados a manter um contato constante por meios virtuais ou não. Quem consegue ignorar os avisos e até chamadas de eletrônicos teria um "nível de satisfação" maior. (Para ler mais sobre a pesquisa, clique aqui) E é verdade, eu concordo em número, gênero e grau, eu que já sou ansiosa por natureza, com o celular, então...

De uns meses para cá, Deus vem tentado me despertar para o fato de que eu precisava dedicar um tempo para mim, e mais que isso, um tempo para Ele. Quantas vezes eu me peguei rolando aquela timeline do Instagram ou do Facebook por mais de 2h. Oi? Qual era a necessidade disso? Nem era tão interessante assim, mas mesmo assim, lá estava eu... e quando me tocava já era meia noite e eu nem sequer havia tomado banho. Orar então? Vish... A bíblia ficava lá na minha cabeceira como lembrete de que alguma hora eu teria que lê-la, o que raramente acontecia.
Eu estava trocando o meu valioso tempo e minha valiosa vida por um aparelho que cabia na palma da mão - What?
Eu realmente, estava me empenhando em fazer isso, e já não me considerava mais viciada como era antes, mesmo assim, acho que minha dedicação e tentativa em tentar acertar não foi o suficiente, caso contrário, eu ainda teria meu celular em mãos, mas amém... Eu glorifico a Deus por ter sido furtada e não assaltada com uma arma apontada na minha cabeça e tudo...
Bom, o que eu quero dizer com tudo isso? Tudo o que Deus criou é muito bom, MAS:
  • O quanto estamos deixando isso nos influenciar?
  • O quanto estamos deixando isso influenciar na nossa vida espiritual?
  • Quanto tempo você tem passado na internet ou nas redes sociais?
  • Quanto tempo você tem passado com Deus?

Faça uma reflexão sobre isso, analise o seu tempo e em como você tem o gerenciado, como está escrito em Eclesiastes 3: "Há um tempo certo para todas as coisas". Há tempo para navegar pelo facebook e responder mensagens do whatsapp; tempo para desligar o Wi-fi e os dados móveis e navegar nas águas do Espírito Santo.

Não deixe que uma timeline e um "scroll down" roube o seu tempo na presença da Pessoa mais importante da sua vida. OK?
Se você está lendo esse texto e se identifica com ele é porque Deus te ama o suficiente para te chamar a atenção. Não espere um furto, roubo ou a perda de um aparelho para se dar conta de que a única coisa que você precisa não é material.

Pode ser que você também goste:

0 comentários