A busca pelo infinito

quinta-feira, setembro 04, 2014

Apenas algo que me fez refletir... Esse trecho do livro O Poder Evidente da Beleza de Thomas Dubay, foi retirado de outro livro "UMA COISA" do Dwayne Roberts, fiz uma resenha aqui :)


"Você e eu, cada um de nós, sem excessão, podemos ser definidos como uma grande necessidade e anseio pelo infinito. Algumas pessoas percebem isto; algumas não o percebem. Mas até mesmo as que não o percebem ilustram esta dor interna quando, não tendo a Deus profundamente, elas incessantemente se derramam em entusiasmos e experiências - lícitas ou ilícitas. Elas estão tentando preencher o seu vazio interior, mas nunca são bem sucedidas, que é a razão pela qual a busca é incessante. Muito embora a busca dos prazeres mundanos nunca nos realize e satisfaça de uma maneira contínua, ela pode ter a tendência momentânea de distrair e anestesiar a profunda dor do vazio interior. Se essas pessoas se permitirem um momento de silêncio de reflexão (o que raramente o fazem), elas perceberão uma voz gentil e suave sussurando 'Isto é tudo o que há'? Elas começam a sentir uma sede de amarem com desprendimento, sem limites, sem fim, sem sentimentos de amargura que perduram posteriormente. Em outras palavras, o seu espírito interior está clamando, ainda que confusamente, por uma beleza interminável,. Como els e nós respondemos a este perdão de socorro interior arraigado em nossa profunda alma espiritual é o mais básico conjunto de decisões que podemos tomar: elas tem consequências eternas." (Thomas Dubay, The Evidential Power of Beauty)

Pode ser que você também goste:

0 comentários