Reflexão do Luto - Adeus vovô Toninho

quinta-feira, agosto 07, 2014

É difícil demais. As frases e palavras de outras pessoas parecem não fazer efeito. Um vazio parece invadir nosso peito, a sensação de que você não está vivendo aquilo, uma vontade de que seja tudo um sonho, um desespero que a gente não consegue explicar… O descontrole inicial passa, e você cai na real: a pessoa já não está em sua vida, não daquele jeito a que você estava acostumado.

 Antônio Sanches 
Aquele que fez tudo o que podia, que Deus te recompense e te dê o descanso merecido.
☆ 12/10/1929 - † 03/08/2014

MORTE: A única certeza que temos na nossa vida. Mas  é difícil se prerarar para perder alguém. Mais difícil ainda é perder alguém próximo. Recentemente, para ser mais precisa no dia 03 de Agosto de 2014 as 06h30 da manhã, perdi meu avô paterno. Ele era uma pessoa muito boa e inteligentíssima, fazia de tudo para agradar os netos, ele nos amava demais. Quando soube da morte dele, me doeu o mais profundo do meu coração, chorei feito uma criança, comecei a pensar que podia ter feito tanta coisa mais, pensa que podia ter falado tanto mais, pensa que podia ter feito algo diferente em todas as vezes que pisei na bola, que um dia preferi ir pra balada ou dormir até mais tarde ao invés de visitá-lo, que não tinha certeza da salvação dele e muitas outras coisas e aquilo me doía ainda mais.. Ao invés de pensar coisas boas que vivi com ele, abri uma brecha enorme pro inimigo trabalhar na minha mente com o sentimento de culpa. E logo o Senhor me disse: "Já era o tempo, e lembre-se de quem Eu sou." - Isso me trouxe alívio, sabendo que o Senhor faz as coisas no tempo certo, e de que eu tive um tempo de qualidade com ele, compartilhei memórias com ele e ele pode ver Deus agindo na minha vida trazendo beleza das cinzas, e com isso eu creio que Ele conseguiu ver a grandeza de Deus e crer que Deus é um Deus que salva e transforma. Eu espero que ele tenha alcançado o descanso que ele merecia no seio de Abraão. Meu coração agora está tranquilo com isso, um pouco mais aliviado, embora a perda seja recente e que é quase impossível pensar e não chorar no fato de que quando eu for pra casa da minha vó novamente ele não vai mais estar lá.

É uma saudade que vai ser eterna. A gente uma hora se acostuma a conviver com a ausência, mas não esquecemos, não deixamos de sentir falta… as memórias permanecem, o peito aperta em cada lembrança, e só Deus e o tempo mesmo para acalmar o coração…
Eu perdi meu vô. E eu nunca havia pensado no quanto dói perder alguém...  As lágrimas ainda caem, mas o riso já estampa meu rosto, em homenagem a ele, que passava a vida a sorrir… Um dia seremos cada um de nós, deixando esse mundo. Mas enquanto eu tiver nele, escolhi que vou fazer o melhor pra ser feliz e viver. Viver mesmo, dedicando tempo àquilo que me dá prazer, a sentar com meus amigos, a ficar deitada vendo filme… Toda perda nos faz refletir…. Eu quero aproveitar cada momento que eu posso ter ao lado das pessoas que amo. Quero aproveitar cada segundo ao lado delas… Chorarei pela perda de cada um que amo, mas farei brilhar no rosto um sorriso, por ter podido compartilhar tudo o que foi possível enquanto estavam ao meu lado.

Adeus vovô. Eu te amo.
Com dor e coração apertado
Natalie, sua neta

Pode ser que você também goste:

2 comentários

  1. Não dá pra expressar, né? A dor é imensa, eu posso "imaginar".
    Mesmo depois de algum tempo, ainda que tenhamos nos conformado, o espaço que antes era preenchido vai estar eternamente vazio. Mas Deus consola nossos corações e nos inspira a prosseguir. Glórias a Ele!!!

    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade. Mas meu coração encheu de paz quando Deus me falou que não tinha mais que me preocupar com ele, sabe? Meu pai ficou devastado, mas Ele confia que o Senhor sabe de todas as coisas tbm. Obrigada pela mensagem! Deus abençoe, Cronista do Rei!

      Excluir